terça-feira , 19 outubro 2021
Notícias de Última Hora
O que quase ninguém viu, por Ataliba

O que quase ninguém viu, por Ataliba

O QUE QUASE NINGUÉM VIU

Essa é uma crônica despretensiosa que tem a pretensão de analisar os lances que quase ninguém viu na última rodada de nosso campeonato ADB CONFEDERATIONS CUP.

URUGUAI 2X5 MÉXICO

O que quase ninguém viu foi o MÉXICO tomando um sufoco da equipe uruguaia no começo da partida. O que ninguém viu foi o capitão SAULO do URUGUAI. O S11 não esteve em campo, tendo sido substituído por WELLERSON, o craque dos 100 (sem) gols!!! E muito bem substituído! O maior artilheiro de todos os tempos da ADEPOL/DF abriu o placar do jogo com um forte arremate de fora da área. Chute que surpreendeu o estreante CUMPADRE WASHINGTON, goleiro do MÉXICO, que nada pode fazer, a não ser buscar a bola no fundo do barbante.
O jogo seguiu com o MÉXICO tentando o empate, mas quem ampliou o marcador foi o URUGUAI, com um gol que quase ninguém nunca viu… CHRISTIAN LOVE surpreendeu a zaga mexicana em um escanteio e, de biquinho, marcou o segundo tento uruguaio.
O que quase ninguém viu foi o piti do QUASE LÉO após o segundo gol. Completamente descontrolado, o capitão mexicano esbravejou com sua equipe, a qual, até momento contava em campo com craques do gabarito de DUDA PITBULL, ROGERINHO FALA MANSA e YANDRIS, o quase profissional!!!
Por falar nisso, o que quase ninguém viu foi ROGERINHO FALA MANSA desempenhando o seu bom futebol. O craque mexicano, seguindo os passos de seu quase capitão, se contundiu e deixou os gramados da ADEPOL com lágrimas nos olhos.
Porém, mesmo com essa baixa, o MÉXICO conseguiu diminuir o placar e, no segundo tempo, sob o comando do quase jogador LÉO no banco e do quase profissional YANDRIS em campo, efetuou uma das mais inacreditáveis viradas da história de nosso torneio. Placar final: URUGUAI 2×5 MÉXICO.
Ainda neste jogo quase ninguém viu a seríssima contusão de WELLERSON, o qual foi deslealmente atingido pelo forte zagueiro RAFAEL CABRA DA PESTE.

TAITI 3X3 ESPANHA

Esse com certeza foi o jogo mais disputado da rodada. Logo no início da partida, o capitão da ESPANHA KLEBINHO SEU MADRUGA, com um belo chute cruzado, abriu o placar, após falha coletiva do setor defensivo do TAITI.
Em busca do gol de empate, o TAITI foi à luta, conseguindo o seu tento em uma bela cobrança de pênalti de ATALIBA, capitão da equipe. Pênalti, aliás, que quase ninguém viu, apenas o árbitro.
Antes do final do primeiro tempo, o juiz da partida marcou outro penal. Agora em favor da ESPANHA. O craque MARDEN não titubeou e, em linda cobrança, colocou o time merengue em vantagem novamente.
Com grande elenco à sua disposição, o TAITI partiu novamente em busca do empate. Contanto com a experiência de M.M. e MÁRIO TOTÓ, o TAITI mostrou força de reação e, já no segundo tempo, conseguiu o seu segundo gol, também em cobrança de pênalti, o qual restou convertido pela atacante revelação GUILHERME MASSARANDUBA.
O que, novamente, quase ninguém viu, foi a surpreendente virada taitiana. Em cobrança de escanteio fechada, ROBSON CRISPIM marcou de virilha, quase lesionando seus países baixos.
Mas, no crepúsculo da partida, para desespero do capitão ATALIBA, o juiz marcou mais um pênalti a favor da ESPANHA. MARDEN assumiu a responsabilidade pela cobrança e deu números finais ao marcador. TAITI 3X3 ESPANHA. Um jogaço!!!
Deste jogo temos ainda alguns acontecimentos que quase passaram despercebidos, quase ninguém viu!
Quatro pênaltis marcados que quase ninguém viu, só o juiz;
Quase ninguém viu o atleta do TAITI M.M. se recusando em entrar em campo após a sua substituição;
Quase ninguém viu a expulsão do zagueiro HADINHO, que só foi efetivada após o final da partida. Explica-se: durante a partida o zagueiro HADINHO foi contemplado com um cartão amarelo e, posteriormente com o cartão azul. Só após o fim do jogo fora percebido que, segundo as regras do campeonato, o jogador que já possuir um cartão amarelo na partida, não pode receber o cartão azul no mesmo jogo. Assim, o cartão azul dado em campo foi, pelos organizadores do torneio e no tapetão, modificado para um segundo amarelo e, consequentemente, transmudado em vermelho.

A CRISE NO TAITI

Além dos jogos realizados, o que quase ninguém viu foi a crise instaurada no TAITI após o encerramento da partida. Alguns de seus jogadores, insatisfeitos com o comando da equipe, foram insuflados, por parte dos organizadores do torneio, a pedirem a cabeça de seu capitão.
Alimentados pelas intrigas e discórdias criadas, parte do elenco taitiano sugeriu o impeachment de ATALIBA, o qual, ciente do motim declarado, escreveu uma extensa carta de renúncia, abrindo mão de seu encargo em prol da união de sua equipe.
Basta saber se os demais jogadores do TAITI abrirão mão de seu capitão e, em caso positivo, quem assumirá o comando desta equipe, a qual conta com um dos elencos mais promissores de nosso campeonato.

Bom, isso foi o que eu quase não vi… e você o que viu em nosso torneio?

O conteúdo, expressões e opiniões aqui postados são de exclusiva responsabilidade do autor, cabendo ao Adeboleiros apenas publicar o material apresentado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top